O Grupo Raízes é uma ONG que presta serviço social de apoio à portadores de HIV/AIDS e outras DSTs, bem como seus familiares. Sua sede fica em Lages – SC, porém, atendem toda a região de Amures. Desde 2004, quando foi fundada, oferecem serviços de utilidade pública municipal. Desenvolvem ações ligadas à adesão ao tratamento, auto estima, políticas de saúde pública relacionadas à assistência, prevenção, conscientização e acompanhamento. Oferecem orientação, acolhimento, rodas de conversa, grupo de artesanato, psicólogos voluntários, acompanhamento familiar, prezando pela cidadania e respeito aos direitos humanos.

Antigamente a ONG se mantinha através de uma pequena verba de repasse municipal, que foi cancelada em função da aprovação do Marco Regulatório. Sem ajuda financeira, a ONG corre o risco de fechar suas portas, visto que não tem verbas para sustentar as despesas mais básicas como água, aluguel e luz. Eles se encontram em uma situação onde estão tirando dinheiro do próprio bolso para comprar cestas básicas e mantimentos, muitas vezes inviabilizando ajudar a todos que necessitam.

Santa Catarina, atualmente, encontra-se dentre os estados mais afetados pelo HIV. Em Lages, o número de casos notificados cresce anualmente, e a única ONG que existe direcionada ao HIV do município é o Grupo Raízes, que atende efetivamente as solicitações do programa da vigilância de DSTs na cidade, tendo um papel fundamental na promoção da melhoria da qualidade de vida e conscientização da população.
Eles contam com qualquer ajuda solidária, pois é só assim, que eles vão continuar “em pé”.

Alguns voluntários contribuem na parte de divulgação do grupo, e pelo fato, do mesmo não ter dinheiro para pagar o aluguel do próximo mês, foi realizado um pedágio solidário no dia 11 de novembro de 2017 (Sábado) em alguns pontos específicos de Lages.

O pedágio foi uma solução para que a ONG permaneça a funcionar, todavia, a quantia arrecadada ainda é insuficiente perto do que eles precisam para se manter.

Antes da realização do pedágio, teve-se uma preocupação com tudo o que fosse ser envolvido nesta causa, como ofício, cartazes, crachás (para dar maior credibilidade), um texto para abordar as pessoas e saquinhos de lixo de carro que foram confeccionados para quem doasse a partir de R$ 5,00. E mesmo assim, foram ouvidas algumas vezes a seguinte frase: “Mas na hora da diversão a pessoa não pesou nisso né?!”. E é aí, o ponto que eu gostaria de chegar, o preconceito ainda vem sendo acompanhado de um pensamento muito superficial e sem embasamento a respeito do assunto. As pessoas ainda acham que a única forma de contrair HIV/Aids ou qualquer outro tipo de DSTs é apenas na relação sexual, contudo, essa informação é extremamente errônea, visto que, há diversas maneiras de estar infectado. Transfusão de sangue, instrumentos de corte não esterilizados são alguns dos poucos exemplos da forma de possuir algumas das doenças do gênero.

Infelizmente, é uma situação horrível em que a ONG se encontra hoje, porém o grupo e os voluntários estão fazendo o possível para que não ocorra o fechamento da mesma.

Grupo Raízes

– CNPJ: 06-937820-0001-90;

– Telefone: (49) 99947-7025;

– Conta Banco do Brasil: Nº da Agência (5215-9) e Nº da Conta (8654-1).

VAQUINHA ONLINE

Este é o link da vaquinha online da ONG, para quem puder e quiser ajudar será bem-vindo a sua doação.

http://www.facebook.com/gruporaizlages/

Eu espero que vocês tenham gostado do post, grande abraço e até o próximo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui